logo


Fonte: Priscila Zuini/Exame

Mesmo com o orçamento apertado, dá para fazer seu negócio crescer usando criatividade e tempo

Para muitos empreendedores, fazer uma empresa crescer significa abrir uma nova unidade ou aumentar as vendas substancialmente. Esta é, no entanto, uma das facetas do crescimento. Muitas vezes, pequenas ações sem custos altos podem trazer um resultado tão bom no longo prazo quanto a abertura – e o alto investimento – de uma filial.

A nova onda entre as startups hoje é crescer e se tornar viável com o mínimo de capital possível. “A pior coisa para uma startup é o capital. Quando você está trabalhando com um orçamento pequeno, a lógica é criar soluções criativas”, diz Cassiano Farani, membro do Centro de Empreendedorismo do Ibmec.

A base para isto é conhecer bem o que o cliente quer e fazer uma empresa sob demanda para o seu mercado. Veja a seguir as dicas para fazer seu negócio crescer sem estourar o orçamento.

 1. Desenvolva seu cliente

Quando o empresário sabe exatamente o que a clientela espera do seu produto ou serviço fica bem mais fácil ter um alto nível de satisfação. Mesmo que sua empresa não seja iniciante, realize uma pesquisa informal com os consumidores para saber como eles enxergam sua marca e o que esperam dos produtos oferecidos. “Todo crescimento orgânico tem no foco o desenvolvimento do cliente. O que vale é primeiro aprender com o cliente e depois escalar no mercado. Muitas empresas falham não por ter um produto ruim, mas por não ter um cliente disposto a pagar”, explica Farani.

 2. Use e abuse da internet

Barata, cheia de gente e fácil de usar. A internet é hoje a principal mídia para as pequenas empresas que querem aparecer. “Há uns 10 anos, gastava-se dinheiro em folder, em jornal e revista. A internet popularizou e viabilizou enormemente isso, desde um site com contato comercial e algumas informações até muito mais recentemente, o que tem se tornado tremendamente efetivo, a as mídias sociais”, explica Aloisio Buoro, professor de Gestão Estratégica do Insper.

Fazer um vídeo da sua empresa e postar na internet já vira uma grande propaganda do seu produto. “Se você tem cadastrados clientes no Facebook e eles começam a comentar, você tem uma possibilidade muito maior de fazer um boca a boca, o que era antes delimitado pela quantidade de pessoas que iam até o seu ponto de venda”, afirma Buoro.

 3. Crie uma rede

Uma das maneiras de fazer o negócio crescer sem colocar a mão no bolso é incentivar a inovação dentro da equipe. “O que causa mais efeito é o líder estimular esse processo internamente”, sugere Farani. Gasta-se menos do que criando um departamento de pesquisa e desenvolvimento ou contratando uma empresa especializada. A co-colaboração também auxilia muito nesta etapa. “Tenha um processo de co-colaboração entre clientes, fornecedores, parceiros e funcionários. A ideia que dá certo é fruto de um choque de ideias. Desenvolva uma rede – e a internet permite muito isso – e você consegue ter uma visão 360º do que o mercado está falando”, diz Farani.

 4. Vá além do networking

Participar de eventos, trocar cartões e fazer contatos são atitudes mínimas que um empreendedor deve ter, mas nem sempre trazem resultados efetivos. Para o professor do Insper, o segredo é levar o negócio para todos os lugares, até onde parece que não faz sentido. “Para uma empresa pequena, o dono deve ter uma rede de contatos de trabalho e pessoal, mas deve aumentar o ciclo e percorrer diversos grupos e nichos”, diz Buoro.

Quem pratica um esporte pode falar sobre a empresa com os colegas de jogo. Para quem tem filhos pequenos, aproveitar o contato com os pais dos amiguinhos na porta do colégio também pode trazer surpresas agradéveis para o negócio. “Em tese, o custo disso é o seu tempo”, afirma o professor do Insper.

 5. Faça parcerias

A palavra parceria perdeu um pouco seu real significado no mundo corporativo. Mas, quando levada a sério, pode ser uma ótima forma de aumentar as vendas da sua empresa. Buoro explica como os empreendedores devem enxergar as possíveis parcerias. “Tem que significar de alguma maneira ampliar o seu estopo de negócio. Você pode contar com um parceiro para fazer um pedaço do produto que você não faz ou fazer junto”, define.

 

Compartilhar:

Posts Relacionados:

  1. Como estimular o empreendedorismo no Brasil?

Deixe um comentário

*